quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Ensaio Fotográfico: O endinheirado (parte 2)

1985
John Colum Crichton-Stuart, Scuderia Ferrari SpA SEFAC
Ferrari 126C4 e Ferrari 156/85, Ferrari 1.5 L4T e V6T, Goodyear
Testes, Fiorano, Itália











- “A Ferrari me contactou também, e logo no início de 1985 eu já tinha a idéia que eu não seria efetivado como piloto titular em nenhum time da Formula 1. Então eu assinei um contrato de test driver com a equipe Ferrari pensando que essa era a melhor coisa que eu poderia ter feito naquele ano..., mas agora eu não sei mais se foi.

Eu fiz seis a sete dias de testes com a equipe em Fiorano e estava previsto que eu testasse e evoluísse todo o projeto da Ferrari quatro cilindros turbo, mas com as mudanças de regulamento, o projeto foi engavetado, e a Ferrari não mais requereu meus serviços”


Johnny Dumfries em entrevista ao jornal Motoring News (16 de setembro de 1987)


Ps. Quero a confirmação de vocês. As 4 primeiras fotos são do modelo 126C4 e a última do 156/85. Confere?

13 comentários:

Arthur disse...

É o que parece Rianov.

Mas,seilá,essa traseira do 126C4 tá pra lá de esquisita...

Parace exageradamente longa.


Valeu Rianov!!

Fábio disse...

Acho sensacionais os carro dessa epoca, a trazeira longa com o bico curto lembra alguns avioes de caça

Elvis Massa disse...

Não é a 126c4. Tá parecendo a 156/85 sem a abertura dos radiadores nas laterais. Talvez um modelo que só foi pra pista pra treinar.

Rianov Albinov disse...

Esse modelo de 126c4 realmente é estranho. Mas tenho certeza que Alboreto e Arnoux vieram testar no 'Rio tyre test' de 1985 com essa versão do carro de Dumfries. Tenho até umas fotinhas aqui.

Já na corrida de Jacarepagua, a Ferrari já veio com o 156/85.

Abraços

Informando Henrique Cardoso disse...

Cara, a filha mais nova dele se chama Lady Lola Africa! Deve te-la batizado depois de uma noitada com Bonanno, Scarpini e companhia...

Roberto Taborda disse...

Olha só os entreeixos desses carros! Incrivel que coisa louca.. mas muito bonita! Abração Rv!

harerton disse...

Esta 126 é provavelmente a 126C4M, que foi uma resposta da Ferrari à McLaren MP42 e sua traseira "coca-cola".

[ ]'s

Ituano Voador disse...

Não me parece ser a C4; talvez seja um híbrido, já com vistas à 156/85.

Hugo Becker disse...

Cara, não é à toa que seu blog tem 500 milhões de visitas por mês. Olha as raridades que vc arruma! Acabei de ver mais uma novidade e acabei de ganhar mais fotos pra minha coleção. Meus parabéns, cara.

Anônimo disse...

Caramba! Como eram bonitos os carros dessa época! Não era necessário REGULAMENTO impedindo penduricalhos aerodinâmicos... e as máquinas "limpas" voavam!!! E a gente, até hoje, fica babando com a beleza delas!!!

spaciba Rianov!!

Rianov Albinov disse...

Valeu Pessoal!

Como o harerton disse, esse me parece o 126C4 M2.

Abraços

Jonny'O disse...

Esta Ferrari diferente veio mesmo para o Brasil fazer testes ,no final pouca coisa foi aproveitado para 1985, para o modelo novo os radiadores foram colocados em posição vertical para que a saida do ar quente fosse pela lateral ,isso fez diminuir a turbulencia para o aerofolio traseiro ,assim a Ferrari deixou de imitar a lateral da Mclaren que tinha os radiadores em posição horizontal levemente inclinado e o ar quente saia por cima para fazer como a Toleman de 84.

Repare também que o motor é o mesmo de 84 com o escape e o turbo no meio do V ,o motor novo usado em 85 tinha uma configuração tradicional como nos demais V6 ,por isso a parte superior da traseira em 85 ficou toda fechada.

E as fotos são maravilhosas!!!

Rianov Albinov disse...

Isso memso Jonny,

como disse ai em cima, veio com o Alboreto e com o Arnoux aqui no Rio testar esse carro em 1985.

Posto assim que acabar com o especial do Dumfries