terça-feira, 21 de outubro de 2008

O que você esta fazendo ai ?: Nigel Mansell na Jordan

Esse é o típico caso do piloto que não sabe a hora de parar.

Campeão com a super Williams FW14B em 92, Mansell, depois de seu título, rumou para a Cart, onde, numa disputa ferrenha e ponto a ponto com Emerson Fittipaldi, se sagra campeão. Com 40 anos na época, era uma excelente hora para parar. Com dois títulos nas 2 principais categorias do mundo, ele se aposentadoria por cima, e 'todos' esqueceriam de suas bobagens no passado. Mas o Leão foi insistente...

Em 94, sua fase na Cart começou a decair, quando os resultados não vinham, Mansell foi ficando irritado e cometendo erros bobos (já viram isso anos antes?). Com problemas na imprensa norte americana e começando uma a ter uma richa com um dos maiores ídolos nos EUA, Mario Andretti, Mansell dá adeus à categoria antes do fim do ano.

Depois da Cart ele volta a pedir abrigo na F1. Quem lhe abre as portas é a Williams, que precisava de alguem experiente para ajudar Hill na caçado do título. Substituindo David Coulthard nas últimas três corridas (Mansell também disputou o GP da França no meio da temporada), Nigel já chegou criando um reboliço. Seu salário era de 900 mil libras por corrida, enquanto o do candidato ao título, Damon Hill, era de apenas 300 mil libras por toda a temporada(!). É neste período que Mansell consegue sua última vitória na F1, é no controverso GP da Austrália, quando os candidatos ao título se enroscam pelo caminho, deixando cair a vitória no colo de Mansell.

Em 95, sem vagas disponíveis na Williams, Mansell parte para a McLaren, que vinha em forte descenso. Nigel perde as duas primeiras provas do ano, simplesmente por não caber no cockpit da McLaren, e quando ele aparece para disputar o 3º GP do ano, San Marino, um fiasco acontece. Bem aquém do que se estava acostumado no final da década de 80 e inicio da de 90, Mansell pena para aguentar o esforço de um GP. Beirando os 42 anos, Mansell faz feio nas duas corridas que disputou em 95 e dá adeus a F1. mas ele não ficou satisfeito...

Em 96, a Jordan perde seus dois pilotos titulares, Rubens Barrichello e Martin Brundle, e se vê em busca de nomes para a ocupação de cargo. Eddie Jordan queria uma união entre uma jovem promessa e um piloto experiente. A jovem promessa ele já tinha, era Ralf Schumacher, agora o piloto experiente... Jordan tentou contratar o campeão mundial Damon Hill, mas o convite da Arrows soou melhor para Hill.

A Peugeot e a Benson & Hedges estavam disposta a pagar 8 milhões de dólares para Mansell correr a temporada de 93 pela Jordan. Eddie tambem estava bem animado:
"Não há compromisso por nenhuma das partes neste teste. Nigel é o piloto de Fórmula 1 mais bem-sucedido da Grã-Bretanha. Será uma honra para todos nos da Jordan dar-lhe esse prazer"
"Eu pedi várias vezes Nigel para conduzir um dos meus carros ao longo dos anos, mas aquele não era o momento certo. Agora, é"

Mas o teste não teve uma boa repercussão. Mansell testou a Jordan nos dias 11 e 12 de Dezembro no circuito da Catalunya em Barcelona. Seu rendimento foi bem aquém de outros pilotos como Villeneuve, Berger, Alesi e Frentzen

O outro aspirante a vaga, Ralf Schumacher, tambem andou em Montmeló, e inclusive, mais rápido que Mansell. confira a lista dos tempos:

Terça, 10 de Dezembro de 96

1. Jacques Villeneuve (Williams FW18 Renault) 1'20"369 (54 voltas)
2. Gerhard Berger (Benetton B196 Renault) 1'21"514 (31)
3. David Coulthard (McLaren Mp4/11 Mercedes) 1'21"744 (35)
4. Eddie Irvine (Ferrari F310) 1'21"928 (19)
5. Jean Alesi (Benetton B196 Renault) 1'23"215 (28)
6. Ralf Schumacher (Jordan 196 Peugeot) 1'26"627 (14)

Quarta, 11 de Dezembro
de 96

1. Jacques Villeneuve (Williams FW18 Renault) 1'19"375 (60 voltas)
2. Gerhard Berger (Benetton B196 Renault) 1'20"225 (50)
3. Jean Alesi (Benetton B196 Renault) 1'22"870 (25)
4. Eddie Irvine (Ferrari F310) 1'20"656 (55)
5. David Coulthard (McLaren Mp4/11 Mercedes) 1'20"876 (65)
6. Mika Hakkinen (McLaren Mp4/11 Mercedes) 1'21"071 (35)
7. Ralf Schumacher (Jordan 196 Peugeot) 1'22"540 (51)
8. Pedro Paulo Diniz (Footwork Fa17 Hart) 1'22"796 (53)
9. Nigel Mansell (Jordan 196 Peugeot) 1'23"003 (33)

Quinta, 12 de Dezembro
de 96

1. Gerhard Berger (Benetton B196 Renault) 1'19"664 (44 voltas)
2. Hainz Harald Frentzen (Williams FW18 Renault) 1'21"317 (62)
3. Mika Hakkinen (McLaren Mp4/11 Mercedes) 1'21"849 (22)
4. Eddie Irvine (Ferrari F310) 1'21"916 (61)
5. Jean Alesi (Benetton B196 Renault) 1'21"924 (30)
6. David Coulthard (McLaren Mp4/11 Mercedes) 1'22"042 (24)
7. Pedro Paulo Diniz (Footwork Fa17 Hart) 1'22"546 (44)
8. Ralf Schumacher (Jordan 196 Peugeot) 1'22"768 (57)
9. Jorg Müller (Footwork Fa17 Hart) 1'24"401 (17)
10. Nigel Mansell (Jordan 196 Peugeot) 1'45"761 (11)

Sexta, 13 de Dezembro
de 96

1. Jean Alesi (Benetton B196 Renault) 1'20"581 (57 voltas)
2. Hainz Harald Frentzen (Williams FW18 Renault) 1'20"860 (67)
3. Gerhard Berger (Benetton B196 Renault) 1'21"623 (76)
4. Jorg Müller (Footwork Fa17 Hart) 1'22"567 (84)

Como se pode notar nos tempos, Mansell foi o mais lento nos dias em que esteve na pista.

Ancioso para apagar a má reputação deixada na McLaren, Mansell se diz pronto para mais uma temporada, mas Jordan e os patrocinadores da equipe, ficam com o pé atrás com Mansell, e decidem não arriscar em contrtar o Leão. Em seu lugar, a equipe chama Giancarlo Fisichella, oriundo da Minardi para fazer dupla com Ralf em 97.

Um final de carreira melâncólico para Mansell, tudo por que não soube a hora de parar.



No final de Dezembro de 96, ...
[Contribuição da foto: Ever Rupel]



... Mansell tem a oportunidade de testar a Jordan. O teste foi um fiasco.



Quem também andou foi Ralf Schumacher, ele foi o escolhido para uma das vagas na equipe

12 comentários:

Hugo Becker disse...

Essa Jordan era linda... um dos carros mais belos que a Fórmula-1 já viu.

Rianov, qual a explicação para Mansell virar mais de 21 segundos (!) mais lento do que o penúltimo colocado, mesmo tendo completado 11 voltas? Choveu durante suas voltas, ou algo do tipo? Por que no 1º treino dele a diferença não foi tão absurda assim....

http://mottorhome.blogspot.com

Rianov Albinov disse...

Tambem estranhei Hugo,
Ele devia estar testando algo bem diferente, regulagens estranhas, ... talvez isto explique este tempo tão alto...

Abraços

Rianov Albinov disse...

Seré que trocaram o '2' por um '4'?

Ituano Voador disse...

Rianov, a foto chegou, uma beleza, cara... já virou quadro aqui no meu escritório!! Valeu mesmo!! E quando é o próximo concurso?? :)
Abs.

Igor Daniel disse...

Não foi nessa mesma época de testes que o Colin McRae fez um teste pela Jordan e virou mais baixo do que todo mundo?

Fernando Ringel disse...

Pô Rianov, vc lê pensamento?
Eu ia postar no VELOCIDADE mÀXIMA sobre esse teste do Mansell, mas tudo bem, deixa pra lá.

Quanto aos testes já sei qual foi o problema com o Leão. Síndrome de Sansão. O cara raspou seu bigode aerodinâmico e virou um lerdo. Foi isso.

Um abraço e parabéns pelos posts.

Rianov Albinov disse...

Ituano,
Beleza,já estava preocupado, talvez esta semana tenha promoção!

Igor,
Não foi não, McRae andou em Silverstone

Fernando,
"Bigode aerodinâmico" hehehehheheh
Valeu cara!!!

Abraço a todos

Anônimo disse...

Rianov,so uma correcao,O nome do Pedro Paulo Diniz precisa ser corrigido!Parabens pelo blog!Gosto de ver todas as fotos!Show!
Shindi Uehara.Japao.

Germano disse...

sensacional!!!!

Arthur disse...

MUITO BOM RIANOV!!!!

Dessa eu não sabia,achava que a ultima vez tivesse sido na McLaren.
no final,a Jordan fez a coisa certa,fcou com dois jovens e promissores pilotos.

Anônimo disse...

Esse final de carreira dele só confirma ainda mais uma das geniais citações do Nelson Piquet, falando sobre o Leão... "O Mansell era um burro veloz"...

Marcos disse...

Mansell nunca foi um piloto tão rápido, foi facilmente batido na Lotus pelo De Angelis, pelo Prost na Ferrari, Hill na Williams também era mais rápido do que ele e o Hakkinen na Mclaren também era mais rápido, ele teve brigas equilibradas com Rosberg na Williams, e andou igual ao Berger na Ferrari, era mais rápido do que Piquet na Williams, mas nas corridas Piquet errava menos, na realidade Mansell só foi mais rápido do que o Patrese na Williams. Não tenho dúvida que o fato dele ser britânico ajudou na sua promoção.