sábado, 19 de julho de 2008

Andarilho: Martin Brundle

Depois de uma sensacional disputa entre Senna e Brundle na temporada 83 da F3 Britânica, muito se esperava destes dois pilotos na F1 no ano seguinte, mas não foi bem isso que aconteceu. Senna virou um dos maiores de todos os tempos, já Brundle ficou apenas na figuração.
Estreando em 84 na F1, Brundle mudou 9 vezes de equipe, numa média de quase uma equipe diferente por ano. Chegou nove vezes ao pódio, mas nunca no seu topo. Nos intervalos da F1, Brundle teve tempo de ser campeão mundial de carros esportes e vencedor das 24 horas de Le Mans.



Estreou pela Tyrrell em 84, obteve ótimos resultados na estreia antes de se arrebentar nos muros de Dallas. Manteve-se na equipe até 86



Penou na Zakspeed em 87. Conseguiu uma 5ª posição no GP de Ímola, seus únicos pontos na temporada



Substituiu Mansell na Williams no GP Bélgica em 88



Em 89, outra temporada sofrível. Chega em 5º no Japão em 89 e 91



Na Benetton em 92, é companheiro de equipe de Schumacher. Faz sua melhor temporada na carreira. 5 Pódiuns



Se muda para a Ligier em 93. Mantêm boas atuações, inclusive um pódio em San Marino



Pressão em 94. Ocupa o lugar de Senna na McLaren, mas nem um 2º lugar em Mônaco salva
sua pele



De volta a Ligier em 95, Brundle consegue uma série de boas performances. Foi coroado com um pódio na Bélgica



Depois de um acidente "plástico" na Austrália. Brundle se despede da F1 ainda competitivo pela Jordan. Marca 2 pontos na sua última corrida.

3 comentários:

Felipe disse...

Parabéns Rianov, o blog tah bom demais!

Não nos deixe esperando mt tempo!

Vlw!

verde disse...

Brundle não está entre meus pilotos preferidos (aliás, era um dos retardatários mais ingratos), mas tem meu respeito.

Vencer Le Mans e correr em 3 das 4 equipes mais fortes dos anos 90, ainda que aquém do esperado, é pra poucos.

Germano disse...

nessa foto dele na Tyrrell...o capacete dele lembra o do Arnoux...