terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Patrocínios da F1: Penthouse

Voltando com uma velha sessão...

Esse foi um dos patrocínios mais inusitados que a F1 já teve, era a da revista pornográfica Penthouse.

Fundada por Bob Guccione em 65 no Reino Unido, a Penthouse rendeu à Bob uma das maiores fortunas do mundo segundo a revista Forbes. A revista masculina rivalizava com a Playboy e a Hustler, mas acabava sendo a mais explícita de todas.

Na F1, patrocinou 4 equipes (pelo que me lembro), inclusive tendo uma equipe oficial com seu nome, a Penthouse Rizla Racing.

Apesar dessas equipes quase nunca conseguirem bons resultados e não animarem o público com grandes disputas, as Penthouse Pets, quando iam aos GP's, levavam o público ao delírio. A Hesketh, Arrows, Theodore e RAM devem ter conseguidos um bom número de admiradores por cauda delas.


Fundada em 65, foi, das revistas pornográficas maiores, uma das mais obscenas


Rupert Keegan na Hesketh com o patrocínio da Penthouse em 77


Novamente Keegan e Penthouse, só que desta vez pela equipe RAM-Williams em 80


A Theodore também entrou na onda do pornô. Vemos aqui Surer em Hockenheimring 81


Assim como Keegan, Surer tinha maior contato com a Penthouse, tanto que novamente estampava em seu carro, o logo da revista. Detroit 82

10 comentários:

Arthur disse...

Tinha que ter a Hesketh no meio.Por sinal,o desenho da mulher no Hesketh ficou legal.

Rianov,uma funerária já patrocinou uma equipe ou eu estou enganado?

Rianov Albinov disse...

Arthur,
Teve sim, foi na equipe de Arturo Merzário. Foi somente por uma corrida. Monza 79
Abraço

speed.king.thrasher disse...

Isso seria uma boa alternativa no lugar das marcas de cigarro, não é verdade?? hehehe

Essa do Rupert ficou bem legal, me lembrou daquela Tyrrell que correu na Inglaterra em 1997, com uma mulher no st. Antônio, vc sabe quem era, ou o que divulgava?

Essa revista existe ainda?

Rianov Albinov disse...

Speed,
Era da Xena, a princesa guerreira. Talvez seja propaganda para o lançamento de um filme dela.

Já a Penthouse, parece que está na ativa ainda. Hehe

Felipão disse...

A pintura de pin-up é um ícone da F1 nos anos 70 e a que reflete melhor o espirito da revista...

Rodrigo Mattar disse...

Segundo consta, o Alex Dias Ribeiro, que tinha o Jesus Saves em seu capacete, andou no Hesketh de 1976 ostentando as cores da Penthouse e também da Rizla, famoso fabricante de seda para enrolar fumo...

Rianov Albinov disse...

Rodrigo,
Verdade, só não coloquei uma foto do Ribeiro, pois ela não era de boa qualidade. Preferi a do Keegan mesmo.

Ron Groo disse...

Bons tempos em que o politicamente correto não era tão levado a sério.

Speeder_76 disse...

Excelente matéria, Rianov. Esse senhor da Penthouse, o Bob Guccione, nunca foi flor que se cheire, mas nos anos 70, ele dominou tanto, que até ofuscou o Hugh Hefner, o dono da Playboy...


Sugiro que faças uma matéria sobre os preservativos (camisinhas) Durex. Eles patrocinaram a Surtees em 1976/77, e isso deu brado em Inglaterra...

Leandro Castro disse...

Fala Rianov

Queria saber qual é a história do Pica-Pau no bico da Williams FW21, de 1999.

Abraços
Leandro Castro