domingo, 14 de dezembro de 2008

O que você esta fazendo ai ?: Roberto Moreno, Ivan Capelli e Manfred Winkelhock na Toleman (Paolo Barilla na Brabham)

Resgatando mais um daqueles testes que ninguém mais lembra..., talvez nem os próprios pilotos (risos).

A época era na semana seguinte do GP de Portugal em 84. Quem testou neste fim de ano ai em Estoril foi a Brabham e a Toleman.

Estoril em 84, fechava o mundial, então este teste foi o 1º da pré-temporada de 85 (posso considerar isso?).

Neste teste tivemos alguns fatos interessantes...

O garoto Roberto Moreno, pela 1ª vez andava num F1 que não fosse a Lotus. Depois de, segundo ele, a Lotus "queimar" sua carreira, Moreno tinha a chance de pilotar por uma outra equipe. A Toleman.

Outro fato curioso é ver Teo Fabi andando novamente na Brabham (Teo não participou do GP de Portugal porque seu pai morreu inesperadamente). Quem o substitui na Brabham foi Manfred Winkelhock, que também participou do teste, só que pela Toleman (!). Uma confusão!

Quem também estava em busca de uma vaga na Toleman (Já que Senna já tinha assinado com a Lotus e Johansson não tinha um bom relacionamento com a equipe) era Ivan Capelli. Ele acabara de ser campeão da F3 europeia e participava de um de seus primeiros testes na F1 (Capelli testou a Brabham em 83).

Outra novidade no teste era Paolo Barilla. O italiano na época disputava provas de carros esporte, mas estava querendo se "infiltrar" na F1 (algo que conseguiu tempos depois pela Minardi). Barilla testou a Brabham junto com Piquet e Fabi.

Assim como Barilla, quem também testou (Toleman) nesta semana foi Jan Lammers. Jan também andava de carros esportes mas já tinha umas experiências pela F1. O holandês teve uma desastrosa passagem pelas equipes Shadow, ATS e Theodore, onde não marcou nenhum ponto e sempre ficou andando no fundo do pelotão. Jan, neta época, já estava queimado na categoria.

Mas quem roubou a cena nos treinos foi Ayrton Senna. Mesmo sem nada para fazer com a Toleman, ele dá um show nos testes e bate o recorde do circuito(!) mostrando que andava muito mais que o carro.

Outra curiosidade do teste foi a Brabham testar pela 1ª vez os pneus Pirelli que entrariam na equipe em 85, em troca dos Michelin.

Confira os tempos do teste:

1) 1'21"60 - Ayrton Senna (Toleman Hart) Recorde da pista
2) 1'21"70 - Nelson Piquet (Brabham BMW)
3) 1'24"10 - Teo Fabi (Brabham BMW)
4) 1'24"10 - Roberto Moreno (Toleman Hart)
5) 1'24"12 - Manfred Winkelhock (Toleman Hart)
6) 1'25"50 - Jonathan Palmer (Toleman Hart)
7) 1'26"20 - Jan Lammers (Toleman Hart)
8) 1'28"20 - Paolo Barilla (Brabham BMW)
9) 1'30"40 - Ivan Capelli (Toleman Hart)

No final, nem Moreno, nem Capelli, nem Lammers e nem Winkelhock foram para a Toleman em 85. O escolhido para equipe foi... Teo Fabi, que aqui testou a Brabham. Como disse anteriormente, uma confusão!

Fico lhes devendo a foto de Jan Lammers na Toleman.
Me desculpem pela qualidade das fotos, foi o melhor que pude arrumar.


Foto raríssima! Moreno na Toleman. Roberto faz o melhor tempo da equipe depois de Senna.


Manfred, que, dias atrás pilotava uma Brabham, hoje testava uma Toleman. 5º melhor tempo e colado em Moreno.


Ivan Capelli (com muito cabelo). Fez o pior tempo mas isso tem uma explicação. O motor Hart abriu o bico em sua 9ª volta.


Barilla também encontrou problemas. O cockpit da Brabham era muito pequeno e ele só obteve a penúltima colocação. Detalhe para os pneus Pirelli na Brabham.

9 comentários:

>Gabriel disse...

confusão, haha

isso sim, é um teste obscuro...

Arthur disse...

O Barilla não fez nada na Minardi.Só levou um banho do Martini.

O que deve ter acontecido com o pessoal da March para chamar o Lammers pra correr na equipe no começo da década de 90??

Abraço!!

Speeder_76 disse...

Arthur:

Essa do Lammers tem uma explicação simples: dinheiro. O holandês tinha o suficiente para que a equipa pudesse viajar para o Japão e a Austrália, e logo, conseguiu um reocrde na Formula 1: o de ser o piloto com maior diferença de tempo entre corridas: dez anos.

Marcos Brás disse...

Nessa foto do Ivan Capelli ele aparece com a logo da Alfa Romeo bordada no macacão...isso significa alguma patrocínio pessoal? a Hart é uma empresa da Alfa Romeo? Ou a Toleman teria usado excepcionalmente os motores italianos?

Felipão disse...

Outros tempos no qual o piloto podia testar por equipes com seu próprio macacão com seus patrocinadores bordados...

Belíssimo trabalho, Rianov...

frederico cesar disse...

Foto Raríssima esta do R. Pupo Moreno, procurei bastante por ela e não tinha conseguido encontrar. Parabéns pelo excelente trabalho de pesquisa.

Germano disse...

a Hart é independente...o Capelli devia correr por alguma equipe com motor de Milão...

Rianov Albinov disse...

Arthur,
Speeder já te respondeu :p

Marcos,
O teste foi com o Motor Hart mesmo, já o patrocínio debe ter a ver com que o Germano disse.

Frederico,
Dificil mesmo, agora me falta uma dele testando a Williams em 87 na Áustria (Österreichring)

Valeu Pessoal

Anônimo disse...

Desculpem o atraso, mas só hoje conheci este blog maravilhoso.
O Ivan Capelli correu na F3 Europeia pela Coloni Motorsport , com motor Alfa Romeo Novamotor.
Daí que tenha no seu fato de corrida o logo da Alfa

Visitem http://www.clarinet.fi/~spitkane/f3stat.htm#Formula%203%20Championship%201983%20Final%20Points

Cumprimentos e parabéns pelo maravilhoso blog!
Reanato