segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Andarilho: Jean-Pierre Jarier

Já que o assunto do fim da semana passada foi o francês Jean-Pierre Jarier, mostrarei à vocês hoje as suas andanças pelas equipes de F1.
Em sua carreira de 11 anos, Jarier mudou de equipe 11 vezes e pilotou por 7 equipes diferentes. Como bem disse Speeder_76 do Continental Circus, Jarier teve carro para ganhar algumas vezes, mas nunca o fez. Quando ia ganhar, o destino lhe impedia. Jarier angariou 31,5 pontos em sua carreira, e obteve 3 poles e 3 voltas mais rápidas. Confira as mudanças de equipes de "Jumper" Jarier.


Jarier estreia na F1 pela March em 71, mas em é 73 que vem realmente sua 1ª temporada. Com resultados fracos, passa quase despercebido, até que em 74 ...



... aparece uma chance de correr na Shadow. Por lá fica de 74 a 76 conseguindo bons resultados e seu primeiro pódium.



Em 77, Jarier pilota o carro da Penske para a equipe ATS por quase toda temporada. No final do ano ...



... retorna para a Shadow substituindo Patrese, mas somente no GP de Watkins Glen.



No GP de Fuji de 77, Jarier pilota pela primeira vez uma Ligier.



Em 78 retorna para a ATS, agora utilizando seus próprios chassis. Não adianta muito e Jarier pena mais um ano.



Sua melhor oportunidade da carreira até o momento é essa. Ele pilota a 3ª Lotus nos GP's norte americanos, mas por azar, abandona as duas corridas com grandes chances de pontuar bem.



Pela Tyrrell em 79/80, Jarier obtém sues melhores resultados na carreira. Pontua várias vezes e chega no pódio em 2 oportunidades.



Sem equipe definida para 81, Jarier disputa os 2 primeiros GP's do ano pela Ligier ...



... e o restante da temporada, mais a temporada seguinte, para a Osella.



Encerrando sua movimentada carreira, Jarier retorna pela 3ª vez à Ligier e disputa a temporada de 83 pela equipe francesa. Não marca nenhum ponto

6 comentários:

Speeder_76 disse...

Tava a ver as tuas imagens, e achei uma coisa curiosa: o Jarier num Ligier com o numero 27, em Fuji 77. Ou seja: muito antes de Jones, Villeneuve e outros, o Jarier andou com esse mítico número, hein?


Já agora, Rianov, viu a nova aplicação do Blogger? Preciso de seguidores. Vá, coloca, que já sigo o teu!

Teddy disse...

Existe uma dúvida, que teima em perseguir quem gosta da F1 dos anos 70. Teria sido Jarier, com aquela Shadow DN5 de suspensão misteriosa, o primeiro piloto a fazer as curvas 1 e 2 do antigo Interlagos de pé embaixo em 1975? Ou o Peterson já teria feito isso com a Lotus 72, um pouco antes? Que acham Rianov e demais amigos?

Anônimo disse...

Interessante a Ligier de Jarier (uma boa rima) com o patrocínio do "Café do Brasil"! Pode um carro francês, com um piloto francês ter um patrocinador "made in Brazil"?

Rianov Albinov disse...

Desculpem a demora...

Teddy, estou por fora, realmente não sei quem foi o 1º

Anonimo, era por causa de seu companheiro de equipe, o brasileiro Raul Boesel

Raphael Rocha disse...

Rianov,
Interessante o patrocínio da CAFÉ DO BRASIL na lateral da Ligier. Será que era por causa do seu companheiro de equipe Raul Boesel, que dizem era amigo pessoal do Presidente Figueiredo?

Juanh disse...

Jean Pierre Jarier fue un gran piloto; con el Shadow DN5 (un gran auto) estuvo a punto de ganar el GP de Brasil en 1975 y 1976.
Abrazos!
http://juanhracingteam.blogspot.com/