sexta-feira, 4 de abril de 2008

Projetos não concretados: Lotus na Indy

Em sequência do caso Ligier na Indy, veremos hoje a tentativa da Lotus de ingressar na Indy-Cart em 85. Com base no modelo do 95t que correu na Formula 1 em 84, os desingners Gérard Ducarouge e Mike Coughlan tentaram fazer este carro correr. Tudo começou com Roy Winkelmann, ele começou a perceber o interresse de equipes europeias na recem formada Cart e foi em busca de parcerias, fez alguns contatos com a Cosworth para conseguir motores e ai sim foi em busca dos desingners. Como a Lotus desde 81 já faziam carros de Fibra de Carbono com Kevlar para a Formula 1, o carro prometia ser bem leve e competitivo. Chegaram a construir um carro e fizeram contatos com Al Unser Jr. para que ingressasse como piloto do carro, mas o projeto não foi adiante, o carro nunca rodou, no "final das contas" ninguem sabe ao certo o que aconteceu, se foi por falta de patrocínio, ou um "complô" dos organizadores da Cart. Alguém tem algo a complementar?



O carro era praticamente o mesmo da F1, a diferença ficava nas...



... barras de rolagens mais altas e nos aerofólios mais baixos.



Hoje o carro repousa no museu da Lotus.

2 comentários:

Saco de Gatos disse...

O #96 pintado na carenagem remete ao modelo do chassi. Era o Lotus 96T, porque o modelo de 1985 na F-1 era o 95T e em 1986 ficou sendo o 97T.
Abrs

Thomperson disse...

Complô dos organizadores da Indy/CART não... certamente complô do Bernie Ecclestone, que sempre sentiu a ameaça da CART e fez de tudo para não deixá-la crescer e acabar com ela.
A ida da Lotus para a Indy engrandeceria a CART, os dirigentes iriam adorar.
Lembrar que quando Nigel Mansell foi para lá, em 1993, os dirigentes da CART adoraram, tanto que foram eles que pagaram uma parte do salário do inglês, pois daria projeção internacional a categoria.