terça-feira, 14 de junho de 2011

Escape diferenciado

1972
François Cévert, Elf Team Tyrrell
Tyrrell 002, Ford Cosworth DFV 3.0 V8, Goodyear
XLIII Gran Premio d'Italia, Monza, Monza - Itália

(Clique para ampliar)


- Testes, pra que te quero...

12 comentários:

Mibson Fuly disse...

São mesmo escapamentos? Me parecem radiadores.

Anônimo disse...

Pois pra mim tá parecendo um Hiperdrive para se atingir uma dobra espacial ou aguentar um tranco num 'worm hole'... ou então é só um escapamento muito esquisito mesmo...

um abraço,
Renato Breder

PS: esse é à prova de entupimento por bananas ou batatas...

Rianov Albinov disse...

Verdade Mibson, reparando melhor, parece mesmo, mas não me surpreenderia se fosse a junção dos dois, tipo, para aumentar a velocidade da saída de ar...

Abs

Luiz Carlos disse...

Seria isso aí a definição real de Bólido? heheeh...
Quié quié isso meu patrão...
Aposto na junção de Escapamento e Radiador tambem. Dá pra ver as mangueirinhas ligadas "nisso" aí.
Formula 1 Underground... hehe

Anônimo disse...

certamente é um duto aerodinamico do fluxo de ar do radiador, nada tem haver com escapamento que passa por baixo do radiador bem proximo ao braço inferior da suspenção. Só não consigo entender esta solução tentada por eles, que não deu certo, porque não utilizaram este aparato em corridas.

Luiz Carlos disse...

Quem sabe até não seja um pré-difusor.... hehehe

Ron Groo disse...

Ai sim... Um escapamento de verdade...

Speeder_76 disse...

Escapamento + difusor. Só posso entender a coisa dessa maneira...

Rodrigo Vidal disse...

Reparando na foto, olha a carenagem do cockpit. Não tem mais q 1cm de espessura. E o velho motor V8 Ford Cosworth DFV 3.0 com o mesmo design de 67 até 82 quando surgiu o DFY.

Tohmé disse...

vocês não sabem nada: é o escapamento para a Tyrrel passar pela Inspeção Veicular do KASSABICHA

Anônimo disse...

Ai sim em Tohmé, descobriu a incógnita.
hsuahsauhsua

Anônimo disse...

Querem a descrição técnica séria dessa trapizonga?
É obvio que esse aparato é um fluxor decria um efeito venturi - que é uma zona de arrasto provocada por baixa pressão - para aumentar o fluxo de ar nos radiadores e aumentar a eficiencia de regrigeração, provavelmente usa os gases de escapamanto como fonte inercial que criaria a zona de baixa pressão a montante do final da descarga. Seria provocado um arrasto que criaira um fluxo continuo de ar. Essa é a explicação tecnica, eficiência teorica existe, mas na prática pelo visto deu em nada.

Rubem Rodriguez Gonzalez, mais uma vitima do EXPLORER, não posso logar pelo google... já providenciei o firefox e já estou mandando o programa by Bill Gates para o seu devido lugar: lata de lixo!!!