terça-feira, 17 de maio de 2011

Há 30 anos em Zolder...

1981
XXXIX Grote Prijs van Belgie, Zolder, Zolder - Bélgica



- Nossa, que pit lane apertado. Espero que não tenha tido nenhum acidente em virtude disso...

6 comentários:

Eduardo Casola Filho disse...

Pior que teve. Um mecânico da Osella foi atropelado nos treinos por Carlos Reuttemann e faleceu 3 dias depois.

E na largada um acidente bizarro entre Riccardo Patrese e Siegefried Stohr, com o mecânico David Luckett sobrevivendo incrivelmente!

http://www.youtube.com/watch?v=qdbHDG36RHY&feature=related

Rianov Albinov disse...

Pois é Eduardo, ontem fez 30 anos...

Speeder_76 disse...

Coloquei um video ontem à noite na página do meu boteco no Facebook. No minimo, uma confusão total... e pelos vistos com interferência do anão tenebroso.

Paulo Abreu disse...

No ano seguinte morreria Villeneuve. No mínimo, um lugar macabro.

Anônimo disse...

Foi um 'fuzuê' que só esse GP belga!!

O mecânico da Osella, atropelado pelo Reutemann no treino de sexta-feira à tarde, chamava-se Giovanni Amadeo. Segundo relato do incidente, o mecânico teria escorregado ou caído do pit wall para o pit lane e o Reutemann não teve tempo nem espaço para reação e atropelou o rapaz. Naquela época não havia limite de velocidade no pit lane.

Ironia das ironias, Reutemann foi o pole position para o GP.

Na hora da largada, mecânicos e afins resolveram fazer uma manifestação em função do acontecido na sexta-feira. Alguns pilotos, inclusive, aderiram ao movimento. Com isso, a largada foi atrasada e o carro do Patrese (Arrows) acabou apagando no grid. A largada foi dada assim mesmo. O mecânico da Arrows, Dave Luckett, pulou o pit wall, e foi tentar dar a partida no carro do Patrese. Quase todos os carros desviaram da Arrows parada, exceto o Stohr que na outra Arrows 'colheu' o Luckett.
Por sorte, Luckett acabou apenas com as pernas quebradas.

Ironia das ironias, Carlos Reutemann foi o vencedor desse GP...

Curiosas as feições de cada piloto no pódio:
http://www.f1fanatic.co.uk/wp-content/uploads/2011/05/mans_reut_laff_zold_1981.jpg


um abraço
Renato Breder

Márcio Vilarinho Amaral disse...

Mansell, sem saber se comemora o primeiro pódio (e os primeiros pontos, também) ou se fica triste; Laffite, meio sério, meio que perguntando se era pra abrir a champanhe; e Lole, coitado, com cara de quem queria voltar no tempo e não ter ido nem a essa corrida...