quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Team Shadow em Kyalami 77

1977
Tom Pryce e Renzo Zorzi, Shadow Racing Team
Shadow DN8, Ford Cosworth DFV 3.0 V8, Goodyear
XXIII South African Grand Prix, Kyalami, Midrand - África do Sul



- Os protagonistas do dia.

Trágico, mas o fotógrafo foi "feliz" em registrar ambos pilotos que fariam do GP da África do Sul de 77 um dos piores de todos os tempos.

A história é manjada, mas vamos a uma breve descrição do ocorrido:

Zorzi vinha com problemas em seu Cosworth, e na imensa reta de Kyalami, o motor não aguentou e ruiu. Algumas labaredas deram início a um princípio de incêndio em seu Shadow. Frederick Jansen van Vuuren, um dos comissários de pista, prontamente pegou um extintor e foi apagar as chamas que já consumiam uma parte do carro. Na ânsia de se focar no trabalho, não percebeu a aproximação dos carros enquanto cruzava a pista. Tom Pryce, companheiro de Zorzi, abalroou o jovem de 19 anos, dilacerando seu corpo. Por sua vez, o extintor que ele carregava acertou em cheio o capacete de Pryce, que teve inúmeras fraturas na cabeça e veio a falecer no local.

Está também foi a última corrida do saudoso Moco, que morreria em um desastre aéreo dias depois.

9 comentários:

Anônimo disse...

Curiosa coincidência!

Eu estava revendo algumas fotos das SHADOWs e me detive por mais tempo exatamente na foto que mostra Tom Pryce de "pé cravado", mas já morto, logo após o acidente, no retão; o carro com as 4 rodas "descoladas" da pista, voando...

Quem é o piloto atrás dois dois? Seria o Brett "GI Joe" Lunger?

um abraço,
Renato Breder

Anônimo disse...

Ops!!

onde está escrito:

"Eu estava revendo algumas fotos das..."

leias-se

"Eu estava revendo HOJE algumas fotos das..."


um abraço
Renato Breder

Marco Memoria disse...

Talvez o acidente mais insólito na F1, levou a vida de um piloto que tinha um futuro promissor, rapido e constante guiando de uma forma sempre muito limpa, Tom Pryce com um pouco mais de sorte podia ser campeão com certeza, mas sorte parecia não estar ao seu lado até neste acidente fatal.
Sim o piloto atras no March e sempre com o patrocinio dos cigarros Chesterfield e o americano Brett Luger.

João Carlos Viana disse...

Uma curiosidade... acho que o comissário era ainda mais novo, com notícias de que ele tinha 16 anos! De qualquer maneira, trágico!

Cristiano disse...

No fim da reta Pryce atingiu Laffite. Um pouco sanguinolenta a foto:
http://statsf1.com/pt/1977/afrique-du-sud.aspx

Cristiano disse...

aliás, já que falaram do Brett Lunger, postagem ao estilo Rianov:

Brett Lunger, Chesterfield Racing
March 761, Ford Cosworth DFV V8 3.0, Goodyear

Rodrigo disse...

Uma vez "passeando" pelo Youtube, vi o vídeo do acidente e pra falar a verdade, fiquei horrorizado com o ocorrido.
Curioso, fui saber o que havia acontecido e o relato do Rianov, foi o que basicamente eu encontrei também.
Mas uma coisa que descobri foi que o corpo de van Vuuren estava tão dilacerado que o chefe dos fiscais apenas descobriram que ele tinha sido a vítima neste acidente, apenas por exclusão, pois ele foi o único fiscal que não estava entre o grupo.
Vai o link da foto que o Renato Breder se referiu - http://formulatotal.files.wordpress.com/2010/09/various062.jpg

Teddy disse...

Caramba,ninguem precisava ter morrido nessa corrida. O Renzo Zorzi já tava são e salvo fora do carro. Só agora notei o layout diferente de um Shadow para o outro. acho que te mandei os " Highlights " dessa corrida, Rianov.

Juanh disse...

Un día trágico ese sábado en Kyalami.
Como fan de Shadow, ese día lloré de la bronca.
Abrazos!
http://juanhracingteam.blogspot.com/