domingo, 28 de março de 2010

TG183 - 1982

1982
Derek Warwick, Toleman Group Motorsport
Toleman TG183, Hart 1.5 L4T, Pirelli
LIII Gran Premio d'Italia, Autodromo Nazionale Monza, Monza - Itália

(Clique para ampliar)




- De modo vulgar, está aí o primeiro carro de Ayrton Senna. Modificou muito até lá, é verdade.

A pedidos de Jonny'O

16 comentários:

Anderson Brandão disse...

Ainda bem cru mas muito bonito.

Harerton disse...

Esse capacete gpa era muito legal. Muitos pilotos usaram, incluindo Peterson, Piquet, Prost e até Lauda.

[ ]'s

Jonny'O disse...

Grande Rianov!

Sabia que você tinha boas fotos do TG183 de 82.

Lembro que o Senna disse no final de 84 que o chassi da Toleman era um dos melhores daquele ano.

Mas quem estava na prancheta era Bory Byrne um dos grandes engenheiros da F1 moderna que além dos Tolemans e Benettons foi um dos responsáveis pelo domínio da Ferrari de 2000 a 2004.

Janus disse...

Como disse o Anderson, parece bem cru mesmo. Isso aí ainda era na versão carro asa né? Depois mudou o regulamento, tiveram que dar uma boa mudada no carro.

Ituano Voador disse...

Aliás, o caso do Warwick era bem parecido com o do Chico Serra.

Jonny'O disse...

Janus ,é isso mesmo ,quando o TG 183 correu nas ultimas duas corridas de 82 era sob o regulamento asa ,laterais com fundo em venture e minisaia fixa ,era tanata pressão aerodinamica que quase todos os carros nem utilizavam spoilers dianteiro.

Para 83 o TG183 teve que passar por uma profunda modificação para se adequar ao regulamento de fundo plano ,e o Byrne foi bem radical ,ele passou os radiadores de agua para frente e em vez de usar espoiler ele utilizou um fundo venture em baixo dos radiadores ,até que funcionou a frente ,mas a traseira ficou com uma desvantagem de downforce ,por isso ele colocou mais um aerofolio atrás ao descobrir um furo do regulamento naquela região do carro.

Ron Groo disse...

Todos os Tollemam tinham o bico quadrado?

Rianov Albinov disse...

Falou tudo Johny, valeu ;)

Groo, não o TG181, o carro de estreia da equipe em 1981 tinha bico redondo e bicudo, além de ser muito feio.

Janus disse...

Valeu Jonny, era mais ou menos por aí que eu tinha imaginado mesmo. Só me tire uma dúvida, como exatamente era ou funcionava um fundo em venture?

Jonny'O disse...

Janus ,embaixo do carro tem uma asa de avião invertida ,a grosso modo é como se um difusor enorme estivesse no meio do carro .

Na primeira foto dá para ver claramente ,a entrada do ar está localizada abaixo do radiador lateral ,e note que embaixo desse radiador tem uma chapa mais clara que vai até a suspensão traseira ,note que esta chapa começa perto do solo e quando chega na suspensão traseira está bem mais alta quase encostada no triangulo superior da suspensão.

Com o carro em velocidade o ar que entra pela pequeno espaço abaixo do radiador é acelerado por causa da forma do fundo que vai ficando mais alta e consequentemente aumenta a area para esse ar ocupar ,cria-se uma sucção .E as minisaias laterais é justamente para evitar que o ar acelerado saia na região lateral e isso faria diminuir o dowforce.

Janus disse...

Valeu Jonny, acho que ficou bem claro. Essa primeira foto é realmente muito boa, tem um bocado de detalhes que dá pra observar muito bem ali, uma verdadeira aula de mecânica (desde os freios dianteiros, radiadores, etc).

É que na verdade eu não tinha associado esse nome "venture", que nunca havia ouvido, ao efeito solo em si. Dando uma pesquisada, desconfio que o mais correto seria "Venturi", em homenagem ao descobridor do efeito, um físico italiano: seria isso aqui, eu acho. Confere?

Jonny'O disse...

Isso Janus ,o correto é venturi.

Rianov Albinov disse...

Jonny'O, vc acabou de me reavivar minhas aulas de Física no ensino médio, hehehe

Tubo de Venturi, Bernoulli ...

Teddy disse...

Impressão minha ou na primeira foto, os pneus traseiros são tão estreitos quanto os dianteiros?

Teddy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabrício - Lestratus disse...

E Essa pintura a lá Williams 2012?