quarta-feira, 24 de junho de 2009

Life Style: Desbravando um 'W'

1990
Life Racing Engines
Life L190, Life F35, Goodyear



Ernesto Vita estava disposto a entrar na Formula 1 em 1990. Queria algo complexo, porem, algo já ‘mastigado’ por outras pessoas. Ernesto chegou a Leoni e ofereceu alguns trocados pelo projeto e pelo chassi do First de F1. Claro que Lamberto aceitou na hora.

Esse final da década de 80 marcava a saída dos motores turbo da Formula 1. Aqueles motores que com 1,5 litros eram capazes de render 1200, 1300 cavalos de potência deixavam de existir.

Com essa nova era dos motores na Formula 1, novas empresas começaram a querer se mostrar na categoria. Nesse início da era aspirada, tivemos algumas empresas pouco familiarizadas com o ambiente do circo.

Continuar lendo

2 comentários:

alexandre s disse...

caro Rianov parabéns pelo site que acompanho diariamente. Estas historias das equipes são demais, aguardo com ansiedade. Sugiro que a próxima história seja da Forti Corsi equipe italo brasileira de 1995 que com um patrocínio razoável da família Diniz fez um péssimo carro e só fez vergonha. Valeu

Rianov Albinov disse...

Valeu Alexandre!

Tá anotado aqui ;)