quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

1977
Hans Heyer ATS Penske PC4 Cosworth
Hockenheimring GP Alemanha

(Clique para ampliar)

8 comentários:

Felipão disse...

hhahahahahah

belíssima foto... aliás eu tinha contado essa história lá no blog...

uma das mais hilárias que já vi...

Arthur disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAH
Uma das coisas mais engraçadas que eu já vi na F1,sem exagero.

Imagina,o cara,entra na cara de pau,no estilo corrida maluca.

E esse caro Penske/ATS era bem bonito.

Abraço Rianov

Janus disse...

Sobre a foto, excelente, consegue um belíssimo efeito, ao mesmo tempo sem perder as informações importantes (número, casco, etc, até os patrocinadores estão visíveis, quem conhece a marca visualiza quase subconscientemente o adesivo da CHAMPION, por exemplo, mesmo não sendo claramente legível). É claro que o fotógrafo (Schlegelmilch??) não 'calculou' tudo isso na hora de tirar a foto, mas o resultado acabou sendo muito bom, na minha humilde opinião.

Quanto ao fato, ainda acho impressionante a punição relativamente pequena que o o caso gerou. Tipo, o cara simplesmente alinha o carro no final do grid, 'escondido', e larga, NUMA CORRIDA DE F1!!! E tudo o que dão a ele é uma corrida de suspensão?

Alguém sabe se a equipe foi também punida de alguma maneira?

Ron Groo disse...

A foto é maravilhosa, a história hhilária.
Muito bom tudo... hehehehe

Rianov Albinov disse...

Janus,

O fotográfo é sim da trupe da Schlegelmilch, só que acho que não foi o próprio Rainer que a tirou.

O momento retrata uma saida dos boxes. Será que foi na hora da largada? Se sim, é histórica!!!

E umas observações...

Ele não largou do fundo do grid, mas sim dos boxes e logo depois do acidente da largada.

Sobre a suspensão de uma corrida, eu não sei, mas que ele nunca mais guiou um F1, eu lhe garanto.

Abraços

Janus disse...

Hmm, essa que ele tinha largado dos boxes eu não sabia, mas de fato faz muito mais sentido. Tinha lido na wiki (que obviamente não é a fonte mais segura) que seria no fim do grid.

"As he was well known with the marshals at Hockenheim, they looked the other way when he put his car at the end of the starting grid and joined the race anyway, to the surprise of everyone."

Enfim, de uma forma ou de outra, deve ter pago uma cerveja morna (eca...) pros fiscais amigos dele depois.


Edit: resolvi dar uma pesquisada antes de apertar o botão, achei algumas coisas.

-Parece que era razoavelmente comum nos anos 70 permitir que o primeiro piloto fora da zona de classificação para a corrida (digamos, o primeiro reserva) fizesse a volta de apresentação - para no caso de haver alguma desistência de última hora ele já estar lá. Provavelmente isso meio que ajudou o Heyer a passar a perna nos fiscais aí. Detalhe: ele era o terceiro reserva, já que largaram 24 e ele era o 27º...
-Teria ajudado também a tirar a atenção do carro ilegal a tradicional carambolada de primeira curva que muitas vezes aconteceu (também em anos posteriores) em Hockenheim - em 77 envolveu Regazzoni e Alan Jones;
-Aparentemente um fato semelhante aconteceu no GP da Suécia de 1974, quando Vern Schuppan era o primeiro reserva e também alinhou no grid - e largou. Mas ele foi desclassificado. Só que mesmo assim, ELE TERMINOU A CORRIDA ...
-Ainda mais confuso foi outro caso num GP da Alemanha, o primeiro reserva, Ian Ashley, largou porque um dos carros do grid bateu na volta de apresentação (aparentemente Hulme); só que esse mesmo piloto tentou relargar com o carro reserva (o que também seria ilegal, confuso né?)...

Enfim, deu pra perceber que as regras eram um tanto, digamos, confusas na época, e talvez não houvesse mesmo base legal pra multar ou aplicar algum tipo de suspensão mais pesada ao piloto, tendo em vista o antecedente de casos parecidos.

Se fosse hoje, como disse um cara de quem li um comentário em um forum agora pouco, até os torcedores seriam multados "por terem visto um carro ilegal correndo" ...

(foi mal pelo texto meio longo, mas é que achei interessante ...)

Rianov Albinov disse...

Muito legal mesmo Janus!!

Obrigado pelos esclarecimentos.

Já na parte de sua largada ilegal, o site F1rejects me "apoia" hehehe.

Lá ele diz:
"Then Clay Regazzoni and Alan Jones collided at the first corner. In the middle of all that, Hans drove out of the pit lane and started the race! The crowd, realising what was going on, went ballistic."

Lá eles falam que ele largou dos pits.

Um fato assim é muito dificil de saber ao certo o que aconteceu. Tem muita especulação ao entorno, e, para um real esclarecimento, teriamos que conversar diretamente com o Hayer para saber ao certo o que aconteceu (risos).

Um abraço meu caro

Janus disse...

Sem dúvida nenhuma essa versão é a mais saborosa, e na verdade não duvido que tenha sido assim mesmo.