quinta-feira, 30 de outubro de 2008

O que você esta fazendo ai ?: John Watson e Stefan Johansson na Toleman

Para 85, a Toleman tinha dois grandes problemas, 1º, tinha que conseguir pneus para correr, 2º, tinha que arrumar pilotos para disputar o campeonato.

A primeira opção estava complicada, a equipe já tinha o carro pronto, e muito bom por sinal, mantinha os motores Hart (chegou a cogitar os Renault), não tão bons assim, mas o carro não tinha pneus. A Michelin, fornecedora de pneus para equipe em 84, saiu da F1, e a Goodyear, limitava o numero de pneus às equipes. Resultado? A Toleman ficou de fora do campeonato por 3 corridas, só voltando no GP monegasco calçados com pneus Pirelli.

E só entrou na temporada porque a Spirit faliu e liberou os pneus Pirelli para a Toleman. Essa decisão também foi apoiada pelos novos patrocinadores da equipe, a United colors of Benetton.

Na questão dos pilotos, a Toleman tinha Johansson, mas como a equipe não tinha perspectiva de iniciar a temporada, o sueco partiu para "outras bandas" e foi pilotar, inicialmente, para a Tyrrell, e posteriormente para a Ferrari. A equipe se viu novamente em dificuldades, e chamou o experiente John Watson para fazer alguns testes pela equipe. Assim como Johansson, Watson testava com vários tipos de pneus, dentre eles, eles testaram Pirelli, Goodyear e Avon.

Já nesta época, a F1 queria mais espaço em solo americano, e a Toleman contrata o italiano Teo Fabi para disputar a temporada. Fabi, que tinha sido pole position das 500 milhas de Indianápolis anos antes e tinha grande carisma nos EUA, era oriundo da Brabham.

E foi somente Fabi que começou a temporada para a Toleman, pois, a Pirelli, só estava preparada para fornecer pneus somente para um carro. Com toda essa dificuldade, até os testes eram escassos, e como Johansson já estava firme na Ferrari, o 2º piloto, assim que a Pirelli resolvesse o problema, seria naturalmente Watson, certo? Não, errado. Até hoje não entendi direito porque a Toleman não assinou com Watson para o resto da temporada, talvez a idade tenha atrapalhado um pouco, já que John tinha 39 anos na época. Para 2º piloto a Toleman buscou Piercarlo Ghinzani na Osella e o colocou para disputar a temporada apartir do GP da Áustria, 10ª etapa, até o final do campeonato, na Austrália.

Com boas atuações, como por exemplo a pole position de Fabi na Alemanha, a Benetton compra a equipe, e, para 86, conserta seu principal defeito, troca os fracos e quebradiços motores Hart, pelos possantes e duráveis BMW.



A Toleman trás Fabi da Brabham para ter maior mercado nos EUA



Aqui, Johansson testa pneus Pirelli na pré temporada no Rio



Já em Silverstone, ele usa pneus Avon



Aqui vemos Watson testando a Toleman também com pneus Avon em Donnington, ...



... mas também chegou a usar os Goodyear. Watson, que tinha tudo para ocupar a vaga de 2º piloto na equipe, ...



... foi substituido pelo italiano Piercarlo Ghinzani no resto da temporada

4 comentários:

Fernando Ringel disse...

Trocar John Watson por Piecarlo Ghinzani ?????
A pior substituição do mundo.

Marcos Antônio Filho disse...

Fala Rianov! aqui é Marcos_FW do Fove.Eu não sabia que que a Toleman virou Benetton,vivendo e aprendendo...

po cara teu blog é muito legal,já vim aqui algumas vezes mas farei disso um hábito,e quando tiver posts de testes raros da Williams me avisa.hehehe

Aquele do James Hunt você já postou aqui?

abs

Rianov Albinov disse...

Beleza Marcos!

Do hunt já

RPralon disse...

Pouca gente sabe que Roberto Moreno testou pra equipe nos testes pre Gprealizados no mesmo circuito de Nurburing onde Fabi fez a pole. Que se diga num teste no final de 1984 Moreno havia sido selecionado para substituir Senna e ser junto com Johanson a dupla para 1985, algo que nao se concretizou.A historia se repetiu e mesmo apos ter feitos otimos tempos em Nurburing a Benenton preferiu P.C. Guinzani outro italiano que nada fez na F1.