domingo, 31 de agosto de 2008

Promoção acerte e ganhe: Voltando de Java

E temos um ganhador!
Espero que não me apedrejem, pois vou aceitar o 2º comentário do Fábio Prado, pois acho que valeu o seu esforço! Estarei entrando em contato com ele em breve.

Vamos lá. O piloto é o Argentino Enrique "Quique" Mansilla que ganhou este teste por ter ficado entre os três primeiros colocados no campeonato da F3 Britânica, ele pilotou o MP4B junto com Tommy Byrne e Dave Scott, seus concorrentes na F3, em Silverstone 82.
Mansilla foi o mais lento nos testes, virando 3,5s mais lento que Byrne.
Acompanhe os tempos:

1"10'10 Tommy Byrne
1"11'00 Dave Scott
1"13'60 Enrique Mansilla

Também participaram do teste Stefan Johansson e Thierry Boutsen.

Mansilla era companheiro e grande Rival de Senna em 81 na F-Ford, e como disse o Fábio, os dois tiveram uma desentendimento em Mallory Park 81, onde Senna estava mais rápido que Mansilla e não conseguiu passar porque o Argentino fechava todas as portas para Senna, chegando até o jogar na grama. Segue abaixo a transcrição do fato.
Retirado do Forum Atlas F1 Bulletin Board.

Ayrton: Vocé esta maluco? argentino de mierda, como me vas hacer eso!!!
Quique Mansilla: Paráaa pibe, a mi no me toqués, brazuca cagón..!!, aprendé a perder, boludo!!
Ayrton: Yo te voy a romper la cara idiota., que mierda te crees???
Quique Mansilla: No me toques porque te rompo la cara., sacame las manos, ó...
Enrique Benamo: Paren carajo!!.., flaco vós tranquilo., paraaaaaá., soltalo, déjense de joderrr!!!!
Ralph Firman: Stop, stop., you both morans.., don't heard me????
Enrique Benamo: Sergio, agarralo a este boludo.

Em 82 ele se mudou para a F3 Britânica que era patrocinado pela Marlboro. Estava disputando o título quando a Guerra das Malvinas começou. Mansilla voltou a Argentina e ficou de fora de algumas etapas. Voltou e ficou e conseguiu chegar em 3º no campeonato ganhando este teste com a McLaren.
Em 83 na F2 ele quase ficou cego nos teste para a corrida de Hockenheimring. Teve um deslocamento de retina e ficou fora de boa parte do campeonato.
Em 84 partiu para os Estados Unidos e participou e algumas corridas da Can-Am e
em 85 participou de 3 corridas na Cart antes de um acidente encerrar sua carreira.

Depois de encerrar sua carreira, Mansilla partiu para a Libéria e se tornou um caçador de ouro e diamantes! Foi raptado por 5 meses durante a guerra civil, mas foi libertado depois de contatos com o presidente vigente da Libéria, Charles Taylor. Depois que foi solto, ficou trabalhando por alguns anos na Libéria junto com Taylor ate voltar a Argentina tempos depois! (Que história maluca desse cara!)


Mansilla em um prova da F-Ford em 81



Senna vs. Mansilla



Em 82 já na F3 Britânica



Legião dos argentinos na F3. A guerra atrapalhou a futuro de vários deles. Victor Rosso, Enrique Mansilla, Oscar Larrauri, Enrique Benamo e Carlos Arguelles



Depois de um tempo na Liberia, Mansilla volta para a Argentina

6 comentários:

Speeder_76 disse...

Essa historieta do Mansilla dava realmente um filme! Ele e o Senna tiveram mesmo destinos completamente diferentes...

Speeder_76 disse...

Ah, e volto agora para te dizer que levas mais um prémio meu! Deixo-te aqui o link:

http://continental-circus.blogspot.com/2008/09/e-ganhei-um-prmio.html

Arthur disse...

Ralph Firman?????
É aquele mesmo que correu na Jordan???

Rianov Albinov disse...

Não Arthur,
o que correu na Jordan era o Ralph Firman Jr., esse era o pai dele.


Abraço

tony disse...

Excelente documento.

Os meus parabéns! Continua o bom trabalho.

Cezar Fittipaldi disse...

Excelente matéria, eu me lembro do Mansilla e me lembro da reação dele e do Alfonso Toledano do México, quando o Senna chegou como terceiro piloto da equipe Van Diemen naquele começo chuvoso de março de 81. Primeira corrida Senna com o carro do ano anterior chegou em quinto, na segunda ainda com o carro velho chegou em terceiro, na terceira, acho que em Thruxton, com o carro novo venceu.....o resto é história.