terça-feira, 1 de outubro de 2013

Antes da Fórmula Indy...

1993
Gil de Ferran, Footwork Mugen Honda
Footwork FA14, Mugen-Honda 3.5 V10, Goodyear
Autódromo do Estoril, Portugal

(Clique para ampliar)


- Quando ainda nutria esperanças com o automobilismo europeu, Gil de Ferran testou, juntamente com Jos "The Boss" Verstappen, a Footwork logo após o Grande Prêmio de Portugal. Levou 1s5 do holandês e 4s5 do pole position da etapa, Damon Hill.

13 comentários:

André Gaeta disse...

Maravilha foto todo dia!!!!!!!

Ron Groo disse...

Bonito carro, mas já sofrendo com a falta de patrocínios né?

Rianov disse...

Mais ou menos, Groo...

Footwork era uma empresa de transportes japonesa; era tão grande que comprou o 'naming rights' da Arrows e "criou" sua própria equipe...

Dinheiro não era tão pouco assim...

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/65/TOLL_Express_Japan_ELF_Limbo_Van_ex_Footwork_Express_color.jpg/1280px-TOLL_Express_Japan_ELF_Limbo_Van_ex_Footwork_Express_color.jpg

walter disse...

Caramba¡ o DeFerran era uma fera, nao imagina que pudesse ficar tao longe do Verstappen.

Que fiasco.

Anônimo disse...

Walter,

Não lembro exatamente se foi neste teste, mas o Gil de Ferran bateu a cabeça na porta de um caminhão da equipe e não pode continuar treinando. Talvez seja por isso que tenha fica a mais de um segundo do holandes. Possivelmente na parte final do treino a pista estava mais rápida e Verstappen, já mais adaptado ao carro, aproveitou e meteu tempo em Ferran, enquanto o brasileiro fazia os curativos na cabeça. Acho que é a unica hipótese para uma diferença tão grande.

Rodrigo

Anônimo disse...

Sobre essa questão,de empresas que adquiriram equipes,queria fazer uma pergunta...No caso da Arrows,os sites de estatisticas de F-1,apresentam Arrows e Footwork como uma equipe única,que apenas,mudou de nome.Já por exemplo,Jaguar e Red Bull,são apresentadas como equipes distintas.Alguem saberia me esclarecer o motivo?Há algum critério para isso,ou se trata simplesmente de critérios individuais?

Rianov disse...

Até onde eu entendo é o seguinte: a Footwork é patrocinadora da Arrows. Deu tanta grana no acordo que ganhou direito de ter o naming rights. Mas a Arrows ainda está lá, fazendo o carro e comandando tudo, tanto que o carro, no caso, é o Footwork Arrows 14... além de manterem o nome Arrows, ainda continuaram a escala numérica dos chassis...

Agora no caso da Jaguar-Red Bull, a empresa comprou completamente a outra, pegando o lugar no grid junto à FIA e talvez a localização da fábrica do time e alguns funcionários... Mas o time é completamente novo...

Acho que é por ai, se alguém souber explicar melhor, sinta-se em casa rs

Abs!

Rianov disse...

Walter,

Você está certo, foi isso que aconteceu: o Gil bateu a testa no motorhome da equipe... mas será que isso afetou tanto?

Abs!

Anônimo disse...

Obrigado pelo esclarecimento,Rianov....Fiz o comentário,pois sou fissurado em estatísticas,mas na hora de fazer uma estatística,no tocante a equipes,fica bem complicado,por conta de questões como esta,que se tornaram frequentes na F-1,como Williams que virou Wolf,March que virou Leyton House,Arrows que virou Footwork,etc.Aliás,atualmente temos um caso bem curioso:Toleman que Benetton que virou Renault que virou Lotus.Sendo que as antigas Lotus e Renault,competiram entre si,e competiram contra a Toleman

walter disse...

Eu não sabia desse lance da cabeçada.
Fico intrigado com o desempenho do Gil, um grande campeão.

Unknown disse...

Como bem dito aqui, o Gil andou nos primeiros dias de treino...fez um bom tempo no primeiro dia e no segundo, quando ia mandar a bota, bateu com a cabeça. O Verstappen depois treinou com a pista mais emborrachada e deu no que deu...

Victor disse...

outro caso de naming rights é tupiniquim... a Copersucar

Anônimo disse...

Rianov,

por acaso vc tem alguma foto de boa resolução do Gil de Ferran testando a Williams FW-14B em 1992? Tinha até o nome dele escrito no carro.

Abraços!

Léo BH