terça-feira, 4 de maio de 2010

Top Top: 10 coisas boas da antiga Cart

1986
Roberto Moreno, Galles/Five Star
Lola T8600, Cosworth Turbo, Goodyear
CART - Michigan 500, Michigan International Speedway, Brooklyn (Michigan)- Estados Unidos

(Clique para ampliar)


- Top 10 com coisas boas que a Cart tinha. Deem (sem acento agora, não é?) uma olhada!

7 comentários:

Verde disse...

Fivestar... o que será que ela vende (ou vendia)?

Gostei tanto do logotipo que compraria alguma coisa deles, nem que eles vendessem estrume.

Jonny'O disse...

Em 86 ainda marcou o dominio dos motores Coswoth na Cart ,mas marcou também o inicio e primeiros passos de varios construtores de motor ,Ilmor que fazia os Chevrolet que eram usados pelos Penske PC 15 que participaram apenas de algumas corridas ,outro fornecedor que começou nete ano foi o Judd-Honda ,inclusive o companheiro do moreno correu com ele nesta prova, os Buick já mostravam alguma força nos ovais .

Nesta corrida também foi a ultima vitoria de Johnny Rutherford na categoria.

Verde disse...

A primeira passagem da Honda na Indy não foi aquelas coisas. O Geoff Brabham era o piloto oficial da montadora em 1987 e ele até conseguiu terminar o campeonato entre os 10 primeiros, mas nada que justificasse o investimento da empresa por lá. Era melhor ficar na F1 mesmo.

Jonny'O disse...

Verde ,até que a Honda foi esperta ,nesse primeiro ano de participação a Honda tinha seu nome vinculado ao motor Judd por causa da parceria nos motores V8 de F3000,em 87 era só Judd mesmo e em 88 o campeão Bobby Rahal utilizou o Judd no campeonato e ficou em terceiro lugar na geral com uma vitoria .

Ron Groo disse...

Tinham muito mais que dez... Mas já tá bão...

Humberto Corradi disse...

Show de foto.

Valeu

Jarbas disse...

Eu acompanhei a decadência da indy (a partir de 1994). Quando ja havia um Emmo (galera! Apelido do Emerson Fittipaldi la nos EUA) Gil de Ferran, André Ribeiro, Christian Fittipaldi, Boesel, Marco Greco, Moreno, Hélinho... Isso fora os nomes de Mario e Michael Andretti, o Leão Nigel Mansell, Jimmy Vasser, Paul Tracy... Nossa! Que lista de nomes vasta essa. A maior estrela que morreu cedo foi Greg Moore. Os chassises mais comuns eram o da Reynard, Lola (tido como muito ruim), Penske. Motores eram os da Honda (que era tido como o melhor, Mercedes-Benz (Ilmor) e Cosworth.
Pistas como Laguna-Seca lá no fim da temporada, Michigan...
QUE TEMPO BOM foi aquele. Tivemos com o que enganar por algum tempo a falta que o Ayrton fez.