quarta-feira, 7 de abril de 2010

Assinando no asfalto com: Jim Clark

1966
Jim Clark, Team Lotus
Lotus 43, BRM 3.0 H16, Firestone
IX United States Grand Prix, Watkins Glen - Estados Unidos

(Clique para ampliar)


- Foto mágica, não?

Em tempo: Única vitória deste motor no mundial de F1

12 comentários:

Walmoroso disse...

Mágico é o ronco desse motor absurdo. Uma pena não ter ganhado mais.

Guima disse...

Além do ronco, mágico também é o formato belíssimo dos escapamentos...

Ale disse...

Full throttle!!

Speeder_76 disse...

O ano de 1966 era de transição na Formula 1, pois iriam adoptar os motores de 3 litros. Já estava a desenvolver o carro e o motor para 1967 (Lotus 49, motor Cosworth), mas até lá tinha que se haver com o que tinha. Nesse ano foi com o BRM H16, que depois quer ele, quer Chapman disseram que tinha sido o pior motor que jamais teve.

A corrida de Watkins Glen, que venceu, tinha sido o oasis de uma época muito modesta na Lotus.

Janus disse...

Eram pneus Dunlop né? Acho que esse foi o último dia de vida deles ... mas o Jackie às vezes tratava eles bem também, como nesta foto ... Enfim, a mão que afaga é a mesma que apedreja, hehe.

Bricadeiras à parte, essa foto de borracha queimada me lembrou aquelas outras que vc postou um tempão atrás, mais de ano acho, não achei agora. Uma sequência de antes e depois da largada, acho que na Suécia, com um monte de marcas de pneu (e nas quais havia uma certa dúvida sobre qual era antes e qual era depois). Ou será que tô ficando louco e não foi aqui que eu vi isso?

Martinhago disse...

ja faz 42 anos...

Ron Groo disse...

Linda foto.
Merece ser wallpaper.

carloslins disse...

Belissima foto mesmo..como é linda essa Lotus

Jonny'O disse...

Lindo carro!!!

Uma coisa que tem que ser dita é que esta foi a segunda vitoria de um chassi derivado de indianapolis ´,como no Honda que venceu em Monza em 67 com um chassi Lola de indy ,este Lotus também teve o chassi derivado carro da marca que correu as 500 milhas ,a maior modificação foi o corte das longarinas traseiras que eram desnecessarias para o motor H16.

Verde disse...

Uma bosta de motor, esse BRM. Só mesmo o Clark pra levá-lo a uma vitória.

Rafael Dias Santos disse...

Poxa, que foto linda! Carro e motor, tudo nos trinques.

Janus disse...

Nossa ... agora que o Verde comentou, e vendo a foto mais três vezes pra ter certeza que não tô ficando louco, é que percebi a besteira que escrevi no comentário anterior. Sei lá, acho que associei o motor BRM à equipe BRM, e aí foi automática a associação ao Jackie. E o pneu da Lotus não era nem Dunlop, era Firestone ...