domingo, 7 de setembro de 2008

Projetos não concretizados: Ferrari 312T6 "Six Wheeler"

Na mesma época em que a March lançava seu carro de 6 rodas, o March 2-4-0, a Ferrari testava esse estranho projeto.

Era a pré temporada de 77, e a Ferrari queria dar um passo a frente de seus concorrentes criando um inovador carro de 6 rodas, se é que se pode se chamar assim.

O projeto era nada mais do que a Ferrari 312T2, que a Ferrari usou em 76, com a troca dos pneus traseiros por um par dos dianteiros, bem no estilo caminhão. Tudo isso para reduzir o arrasto aerodinâmico provocado pelos grandes pneus, afirmava Mauro Forghieri, designer do 312. Com esses novos pneus, a Ferrari precisou de novas suspensões traseiras, mas foi aí o grande problema da equipe.

Já nos primeiros testes com a Ferrari 312T6, Carlos Reutemann, depois de dar cerca de 10 voltas com o carro para aclimatização, partiu para algumas Flying laps no circuito de Fiorano, mas na volta seguinte, subitamente seu carro dá uma guinada à esquerda e bate no muro do circuito, tendo um principio de incêndio. Uma semana mais tarde, os mecânicos da Ferrari conseguiram arrumar o carro para Lole testar outra vez, mas novamente sente algo estranho no carro logo nas primeiras voltas, ele traz o carro de volta aos boxes bem lentamente e a equipe constata uma quebra de suspensão, o mesmo defeito que outrora o deixou no muro. Lole pediu para não mais andar no carro, e foi assim que este projeto chegou ao fim.

Giorgio Enrico, tester pra toda obra da Ferrari, também andou dando umas voltas no carro.
Mesmo sem a equipe ter declarado esse carro como oficial, ele não iria poder correr em nenhum GP, pois sua largura excedia o limite máximo permitido.


Lole andando na Ferrari 312T6 em Fiorano, ...



... fragilidade da suspensão foi o algoz do projeto



Detalhe da diferença de tamanho dos pneus



O "caminhão" da Ferrari



Outro que andou nesta Ferrari foi o italiano Giorgio Enrico

6 comentários:

Germano disse...

imagina a merda q era pra trocar esses pneus em corrida...

Fernando Ringel disse...

queria ver o Trulli dirigindo esse carro. Só ultrapassariam o italiano depois que a suspensão quebrasse... isso se essa Ferrari não ficasse atravessada na pista.

Arthur disse...

Que carro feio!!
Ele fica muito mais largo que o normal,muito estranho.

Sheldonn Rêis disse...

Nossa esse post foi muito interessante. É preciso um cidadão entender muito de F1 para postar uma raridade dessas. Parabéns Rianov.

RMTA disse...

Obviamente a Ferrari não teve tempo, devido aos graves problemas que acometeram o projeto desde seu nascimento) de adaptar às cargas a que a suspensão estava sujeita ao novo conjunto roda/pneu na traseira. Uma pena, pois a melhoria aerodinâmica, para a época, seria substancial.
Até!

Ganesha disse...

muy bueno